Adeus ano velho, feliz ano novo!!!!

Meu Deus, mais um ano se completa e nem o vi passar... rsrs

Este ano de 2012 foi muito intenso... um ano de adaptações, cheio de incertezas, preocupações, muitas emoções, ano de aprendizado... Meu César completou seu 1º aninho e seguindo seu ritmo vem se desenvolvendo a cada dia mais. Sua percepção é aguçada, sua curiosidade, a interação com o seu meio (precisa ver ele conversando ao assistir Xuxa no dvd...), enfim, apesar de suas limitações de locomoção não vejo grande variação em relação ao desenvolvimento de seu irmãozinho Dudu. Limitações essas que estão se reduzindo à proporção que cresce. Ele já aprendeu que para sair do lugar precisa se projetar pra frente, na cama ele se agarra ao colchão e vai se esforçando e chega onde quer. No chão o esforço precisa ser maior para se deslocar pra frente, é bem mais fácil pra ele "rodar" em sentido horário e vice-versa, ele tem se maravilhado com o simples mudar de posição. Como isso alegra meu coração!

De visual novo...
De novidades temos o seu primeiro corte de cabelo (os cachinhos de foram), finalmente tive coragem de suspender sua amamentação, ele tem se comunica direitinho já sabemos quando está desejando alguma coisa, briga quando algo não o agrada mas tenho percebido que ele não tem nos chamado de papai e mamãe(apesar da insistência...), ele aprende gestos novos com rapidez, e infelizmente caiu da cama pela 1ª vez, isso me deixou transtornada... foi questão de segundos, acho que inevitavelmente nos acostumamos ao fato de não se movimentar muito e até hoje não sei como ele conseguiu chegar tão rápido à beira da cama e cair... mas graças a Deus, só ficou roxinho o lugar, fizemos um Raio X e ele não demonstrou nenhum mal estar grave...


Estamos insistindo com sua alimentação amassadinha e tem ingerido bastante água. Esta era uma grande preocupação nossa pois agrava e muito sua condição bebendo pouca água. Está fazendo muito calor em Feira de Santana, nem ele tem resistido aos encantos de uma água gostosa... Estamos muito felizes porque até a qualidade de sua caquinha tem melhorado, nem estou fazendo uso do Minilax diariamente por conta de sua ingestão de água em maior volume, a consistência tem estado pastosa. No último mês não tivemos intercorrências médicas, mas no último fds o levei para a emergência da Unimed pois observamos uma secreção amarelada saindo do seu pintinho, uns dias antes percebemos apenas uma gotinha, mas depois um maior volume. Não apresentou sinais de febre, dor ou infecção. Foi realizado o sumário de urina e o hemograma e nada de errado, estamos aguardando ficar pronta a cultura da urina. Espero que não seja nada grave, mas como estaremos retornando ao SARAH dia 08/01, lá espero obter maiores esclarecimentos a respeito.


Estou ansiosa por esse novo internamento, será o início do CAT do meu bbzinho. É uma realidade que desde já busco me adaptar, preparo o meu coração e o da família, serão rotinas novas que mudarão nosso dia-a-dia... Vamos confirmar lá direitinho o intervalo entre um CAT e outro e sei que Deus me capacitará para tal procedimento, tudo há de transcorrer com muita tranquilidade... Vivo atualmente um dilema, precisamos trabalhar para ter condições de oferecer o melhor às nossas crianças, sou uma mulher de muita atividade (não nasci pra ficar em casa) e ao mesmo tempo me pergunto se vale a pena o sacríficio de deixá-los por conta do trabalho... como tem sido complicado conciliar tantas despesas, as idas e vindas a Salvador, locomoção dentro da cidade, o Minilax caríssimo, o consumo de fraldas nem se fala... ai ai... é chegado um tempo de decisões em minha vida, de pesar na balança as prioridades e isso tem me deixado "dividida"... Tenho pedido orientações a Deus e sei que Ele fará o melhor para cada um de nós, me dará o direcionamento certo!
Meus meninos, meus amores

No mais queridos(as), estamos há poucas horas do término de 2012 e meu coração, apesar das muitas emoções vividas, está transbordando de alegria!!! O novo ano virá cheio de ??? mas a Deus pertence o meu caminhar, sei que Ele tem o melhor reservado para nós e só tenho a agradecer pela vida e saúde de minha família.



FELIZ 2013!!! Muita saúde, paz e realizações!!!


Dudu carregando nosso bbzão

Agradeço a parceria nesses dias todos, a paciência pela leitura do meu "diário" e espero ter ajudado ou esclarecido alguma dúvida, desejo que minha vivência tenha alcançado de alguma forma outras famílias que assim como a minha, compartilham a realidade de ter um mielinho em casa. Nossas crianças são abençoadas por Deus e tudo vai dar certo, eu creio!!!!



Marcella & Família ;)

Alergia Látex (borracha)...

Olá!

Desejo abordar hoje um tema que observei a incidência no meu Cesinha: a alergia ao látex. Já havia sido alertada quanto à possibilidade dele desenvolver alergia aos artigos derivados da borracha e sempre fiquei atenta ao seu contato com tais objetos, principalmente bolinhas de soprar, ele ama brincar com elas. Até esta semana que está se encerrando, nunca percebi nada alarmante, mas quando o levei ao laboratório para a realização de exames de rotina, assim que foi colocado o garrote em seu braço, apertou e fez a coleta do sangue, imediatamente seu bracinho ficou repleto de pequenas placas vermelhas, aspecto de reação alérgica. Se concentrou da mãozinha até a altura onde o garrote foi colocado. Fiquei preocupada com o que vi, mas foi algo superficial, ele não demonstrou sentir dor e em poucos dias sumiu de sua pele. Segue abaixo uma publicação que achei interessante para melhor compreensão do assunto...

Aos pais de mielinhos, cuidado com o contato com esses materiais...



IMPORTANTE : Alergia ao látex em pacientes portadores de mielomeningocele*

O látex é um composto derivado da planta Hevea brasiliensis, que contém proteínas, lipídios, aminoácidos, nucleotídeos, co-fatores e cis-1,4-poliisopreno. Há entre 2 a 3% de proteína livre residual, que parece ser o agente antigênico(1-6). Essa proteína livre, também chamada heveína, existe em grande quantidade nas luvas cirúrgicas, consideradas como fator determinante do aumento da sensibilização ao látex. A quantidade de heveína das luvas pode variar em 3.000 vezes entre as diferentes marcas(5).
Os primeiros relatos de alergia ao látex usado na fabricação de luvas cirúrgicas foram apresentados por Nutter, em 1979; as manifestações clínicas variavam desde dermatite de contato até a anafilaxia(1-2,4,6-9).
Além das luvas, o látex está presente em inúmeros objetos, muitos de manuseio médico, como garrotes e cateteres. Outros numerosos objetos de uso habitual, como chupetas, ma-madeiras, brinquedos, balões, cosméticos e roupas, também contêm látex em sua composição(5,10).
A alergia ao látex foi recentemente identificada como um problema de saúde pública mundial. Tem maior incidência em pacientes com mielomeningocele, malformações geniturinárias, profissionais de saúde, trabalhadores das indústrias que manipulam a substância, pacientes atópicos e nos que são submetidos a múltiplos procedimentos cirúrgicos ao longo da vida. Esses pacientes são considerados de alto risco(1,6,11).
Crianças com mielomeningocele são consideradas como uma população de alto risco para desenvolver reações alérgicas ao látex. Kelly et al e Grayhack et al relataram que essas crianças têm risco 500% maior de anafilaxia intra-operatória provocada pelo látex(11,16).
As crianças com mielomeningocele parecem ser diferentes das outras populações de risco por dois motivos: primeiro, porque têm anticorpos a diferentes antígenos do látex, provavelmente porque foram sensibilizadas por diferentes proteínas do látex durante procedimentos cirúrgicos; segundo, porque têm um nível significativamente maior de sensibilização e alergia. Explicações para essa alta prevalência incluem predisposição genética, reações neuroimunes alteradas, exposição meníngea ao látex associada aos múltiplos procedimentos de derivação ventricular e efeitos inflamatórios da endotoxina presente no pó das luvas. A explicação mais comum tem sido a freqüente exposição mucosa e parenteral, possivelmente associada com a exposição ao alérgeno das luvas, desde a instituição de Precauções Universais(5,16-17).
A hipersensibilidade ao látex é causada gradativamente por exposições múltiplas aos alérgenos contidos nesse material decorrentes do seu sucessivo contato com as superfícies mucosas do paciente(2,18).
Sabemos que os pacientes com mielomeningocele são submetidos a vários procedimentos cirúrgicos ao longo da vida, desde o nascimento, quando é feito o fechamento da bolsa, seguido por procedimentos neurocirúrgicos, urológicos e ortopédicos, além do uso freqüente de sondagem vesical, o que promove a sensibilização(3,15-17).As luvas cirúrgicas estão diretamente relacionadas com essa sensibilização, pois, além da grande quantidade de heveína que elas contêm, o talco ou similar em sua superfície funciona como veículo de liberação das proteínas do látex(7).

2ª internação no SARAH...

Olá!!!!!


Finalmente conseguimos retornar ao SARAH, Cesinha livre de qualquer mal estar, foi uma benção!!! Nos internamos no dia 30/10/12 e nossa estadia foi até o dia 16/11/12 = 18 dias...

Foi muito proveitoso esse período em nossas vidas, e dividida com os pensamentos em casa e absorvendo muitas informações no hospital. O que mais nos marcou creio que foi a troca de experiências com outras famílias e coincidentemente haviam diversos "mielinhos" internados também. De idades variadas, pude conhecer um pouquinho de cada vivência, inevitavelmente fazer algumas "comparações básicas" e especializar meus conhecimentos a cerca de sua condição. 
O foco principal do internamento foi a realização de exames de sua bexiga. Já havíamos realizado no internamento anterior (julho/ago) ultrasson das vias urinárias, exames laboratoriais e desta vez continuamos os exames com o estudo urodinâmico da bexiga e exames radiológicos. Fiquei muito ansiosa quanto aos resultados, sei que é quase um padrão a bexiga neurogênica em pacientes com mielomeningocele, mas como Cesinha sempre urinou bastante, a meus olhos de maneira "normal', não sabia muito o que esperar. Bom, depois de toda a preparação, administração de medicamentos laxantes para um resultado mais preciso das imagens, depois de muito Luftal para a eliminação de possíveis gases, meu bebezão fez os exames. Graças a Deus se comportou e depois de tomar os remédios mencionados, foram satisfatórias as imagens conseguidas. O diagnóstico não demorou a sair: bexiga neurogênica e hiperatividade. Observou-se nas várias técnicas utilizadas no decorrer dos exames que sua bexiga, ao contrário das bexigas normais, não relaxa enquanto está "enchendo" de xixi, fica sempre em atividade. Por conta disso observou-se que apesar de muito urinar, tudo o que expele representa apenas o excesso de xixi em sua bexiga, ela se mantém praticamente cheia o tempo todo. Também apresentou contornos levemente irregulares. Os rins estão normais, de acordo com sua idade. Me deixou preocupada os diagnósticos, mas Deus está na direção. O que podemos fazer para amenizar e evitar problemas futuros em estruturas que hoje funcionam perfeitamente, é a realização do cateterismo vesical, pra facilitar a linguagem o famoso CAT, somado ao uso de um medicamento para ajudar a manter sua bexiga relaxada, a Oxibutinina. Eu já me peguei pensando que num dado momento de sua vida possivelmente faria uso de tal prática, só não esperava que seria tão cedo... Se bem que tenho visto pacientes que iniciam o cat com poucos meses de vida. Vieram lágrimas em meus olhos, mas respirei fundo e recebi a notícia de boa. Deus está na direção, e se existe algo que eu possa fazer para evitar sofrimento imediato ou futuro ao meu filho, eu farei o que for preciso. Já venho conversando com Deus e tenho certeza de que serei capacitada e hoje, tudo o que me preocupa, se tornará fato corriqueiro do nosso dia-a-dia. Quanto ao seu intestino, sem muitas novidades: neurogênico, manter cuidados com a alimentação (pra lá de laxante), insistir no consumo de líquidos, zelar pelo equilíbrio do peso de Cesinha (nada de bobagens) e continuar o uso do Minilax. 
Brincando com seu pezinho
Quanto à parte motora, muitas dicas importantes: pra começar deixá-lo ter contato direto com o chão, nada de tapetes. Isso facilitará o "deslizar" pelo chão. Hoje Cesinha já senta 100% sozinho mas ainda não consegue se locomover. Apesar de muito esforço ainda é difícil para ele sair do lugar. O rolar consegue fazer mas ainda com nossa ajuda, faz muito esforço pra se movimentar, o que acontece muito é impulsionar seu corpinho "de ré". Faz tanto esforço, se sacode tanto pra engatinhar que muitas vezes acaba retrocedendo e ficando longe do que deseja. Temos observado maior interesse pelas coisas, se esforça mesmo pra conseguir pegar o que deseja, mas ainda não sabe o que fazer com suas perninhas "desobedientes"... Já o peguei "puxando" a perninha, sinal de que em breve aprenderá a se virar e encontrar soluções para seus problemas de locomoção.
Quanto ao cognitivo, observou-se que ele apresenta um leve atraso em relação às crianças de sua idade, principalmente nas questões da linguagem. Precisa aperfeiçoar o pedir o que deseja, o dar o que se pede, se expressar melhor no geral, tendo consciência do que cada gesto representa e não simplesmente nos imitar. No mais interagiu muito nas atividades propostas, teve a oportunidade de se relacionar com outros bbzinhos nos grupos, brincou bastante, fez aula de arte com direito a muita tinta e papel machê, atividades lúdicas, aula de natação (uma belezura seu desempenho na água) e ainda teve contato com areia de praia. Foram tantos os momentos divertidos... Às vezes recusava algumas coisas mas aos pouquinhos ia se rendendo à curiosidade de explorar o novo. 
Não tenho o que reclamar da reabilitação de meu pequeno no Sarah. Métodos bem esclarecidos, profissionais qualificados que nos tranquiliza, soluções fáceis para "refinar" nossa maneira de lidar e brincar com os bebês, cada ação muito pensada e com um objetivo embutido nela, seja para aperfeiçoar a parte motora, o visual, cognitivo, enfim, métodos que dão certo!
Cesinha e seu camarada Ruan
Cesinha fez muitas amizades, conhecemos crianças que provavelmente reencontraremos no decorrer da reabilitação, são eles: Ruan, Larissa, Ryan, Wanderson etc. Mais uma vez percebi na prática que não devemos ficar paranóicos, na neura que temos os maiores problemas do mundo, que coisas terríveis nos acontecem, que somos desafortunados... De fato inesperados acontecem, diversas vezes na vida de pessoas especiais ou não somos surpreendidos com situações adversas, mas JAMAIS devemos deixar de crer na providência Divina e na ação de Deus em nossas vidas. Nada acontece por acaso, Deus tem um propósito pra minha vida e para a sua também. No Sarah presenciei tantos exemplos de superação, tantas mães cuidando de crianças com enfermidades muito mais complexas que a mielomeningocele e não percebia desânimo em muitas delas. O mais lindo e mágico nessas crianças que tive a oportunidade de conhecer é o sorriso. Crianças com grandes dificuldades, gravidades variadas, e que sorriem, e que são felizes apesar das tantas dificuldades, apesar do olhar de pena das pessoas, da falta de crença às vezes na recuperação delas, enfim meu povo, enquanto há vida há esperança. Não devemos desanimar diante das dificuldades da vida, tudo é válido nessa jornada que é o dia-a-dia!!!
Depois de encerrado esse período de internamento ficou combinado o seguinte com a equipe de enfermagem: utilizaremos a pomada Postec para cuidar do "pintinho" de César durante 03 semanas e em janeiro retornaremos ao Hospital para um novo internamento. Irei ser treinada a realizar o cat em casa. 
Às vezes sinto minha vida meio que sem rumo, como um barco sem controle aparente, pois nunca sei como será meu amanhã. A cada dia me surpreendo com uma novidade, a cada dia preciso abrir mão de algo para poder oferecer o melhor à minha família, mas sei que Deus está direcionando meus passos. Foi uma experiência maravilhosa o internamento, mas não é nada fácil deixar meu lar, meu trabalho, deixa minha vida em "pausa". Fico pensando na ironia que é a vida, sempre fui uma pessoa metódica, tudo tinha de acontecer de tal e tal maneira, sempre tive mania de ser controladora sempre calculando os passos, tudo muitíssimo articulado no meu dia-a-dia, não tolerava mudanças em minhas rotinas. E hoje me vejo às vezes perdida, sem o tal controle que achava que possuía diante de todas as situações. Pois é meus queridos(as), a vida é uma caixinha de surpresas, vamos curti-la gradativamente, viver as alegrias e/ou tristezas de cada dia e crer num amanhã melhor. 
Já ia esquecendo de contar, o 5º dentinho de Cesinha nasceu em Salvador, portanto, meu gatinho tem 01 dentinho soterapolitano!!!

Um grande abraço e até a próxima!!!

Li uma passagem da bíblia que achei extraordinária, irei compartilhá-la com vocês:
"Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados... abatidos, mas não destruídos" 2 Cor 4, 8-9

César Neto: 1 aninho e 1 mês...

Olá,

Cesinha está cada vez mais lindo e surpreendendo a cada dia que passa. Está sabidão e conversador que só vendo. Eu sonho com o dia em que estará falando o português "fluentemente" para trocarmos idéias de maneira mais eficaz!!!!
Ele está numa fase de sua vida de absorção bem rápida das coisas, ele aprende algo novo a cada dia na creche. Tem imitado o pilotar de uma moto com suas mãozinhas gordinhas, toda hora é um "atchim", fala mamãe, titia e papai, vovó quando quer, tem dado abraços apertados do seu jeito, enfim, o que Tia Nerivan ensina durante o dia na creche não esquece mais. Isso me deixa muito feliz pois percebo que o seu desenvolvimento vem acompanhando o crescimento. Meu gatão senta sozinho, tem 04 dentes na boquinha e está chegando mais porque está mordendo tudo que vem pela frente, os dedinhos sempre na boca e muita baba. Está dengando um monte como sempre e já tem um tempo que aprendeu a fazer birras. Jogar as coisas no chão e pedir de volta virou rotina, vc entrega e em questão de segundos olha o objeto no chão de novo... Ele está bem crescido, não quer mais dormir durante o dia e à noite costuma dormir depois de Dudu. Cesinha já tem suas muitas preferências, tipo: o som do momento é o Gummy Bear, seu desenho predileto é "Thomas e seus amigos" etc. É interessante que diante da tv ele só dá importância às coisas que gosta, quando passa algum desenho ou musical que não "curte" nem olha pra tv mas quando escuta o som de algo conhecido de que gosta, pára tudo e nem pisca, tamanha sua atenção... Pode parecer simples cada coisinha citada que meu bb está sendo capaz de fazer, mas para nós que o acompanhamos diariamente é um progresso enorme. O fato de se interessar cada vez pelo mundo ao seu redor, o seu despertar para o tantão de coisas novas que o aguarda pra conhecer, tudo isso favorece o seu crescer, o seu desenvolver dentro da normalidade. É maravilhoso demais ver que meu filho não tem diferenças significativas em relação a crianças de sua mesma faixa etária, com o acompanhamento médico constante, a preocupação com atividades que reforcem o seu desenvolvimento cognitivo, a fisioterapia e as altas dosagens de amor recebidas diariamente ele tem surpreendido e muito!!!
Ainda hoje tivemos consulta com a Drª Edilma e ela fica feliz a cada mês que a visitamos, não cansa de falar o quanto Cesinha a surpreende e está esperto. Hoje sentou-se sozinho na balança e se sentiu o próprio... Graças a Deus seu tamanho, peso e perímetro cefálico estão dentro do normal. Hoje estamos todos felizes demais. Seu perímetro deste a troca da válvula no finalzinho de abril estabilizou, está medindo 47,6 e está normalzinho pra sua idade.
A mamãe está vivendo um dilema básico: até quando amamentar??? No caso de Dudu, permiti que mamasse até os 02 anos de idade, mas no caso de César não sei se poderei esperar todo esse tempo pra suspender sua mama. Tenho uma enxaqueca crônica e venho sofrendo horrores nos últimos meses, muita dor de cabeça mesmo, já acordo com ela doendo e depois de dias corridos e estressantes combinados com noites mal dormidas, o resultado tem sido dor dor e dor. Fui à neurologista mas nada feito sem suspender a mama porque meus "drops" (tarja preta pra alguns...) só podem ser administrados suspendendo a mama definitivo. São medicamentos fortinhos que podem vir a prejudicar meu pequeno. Resumindo a ópera: ainda não me decidi quanto a isso, não sei que artifício utilizarei, estamos prestes a retorar ao SARAH e como vai ser nós dois juntinhos dia e noite? Como conheço muito bem meu pequeno, ele não hesitará em mamar todas as oportunidades que tiver... Ai ai... vida de mãe é difícil.... mas Deus me dará uma orientação, tá nas mãos Dele esse e outros tantos dilemas dessa vida...


No mais, tudo bem graças a Deus. Tenho uma família linda, filhos que só me enchem de orgulho dia após dia, vida e saúde não nos falta pra curtir essa vida que é bonita é bonita e é bonita!!!!

Melhores momentos 1º aninho de César...

Olá!!!!
Depois de muito planejar e desejar e sonhar com a festinha de César, a comemoração do seu 1º aninho de vida, venho compartilhar com vocês algumas fotitas deste dia lindo. Realizamos a sua festinha dia 16/09/12 e foi ma-ra-vi-lho-so!!!! Contamos com a presença de muitos amigos e familiares que nos acompanham em nossa jornada desde sempre. Meu príncipe não chorou, ao chegar e ver seu picadeiro todo colorido ficou encantado com as cores, com tanta gente, tanta criança ao seu redor. Creio que meu pequeno se divertiu muito e mamãe se sentiu realizada d+ pois vivenciei a realização de meu sonho!!!...

Mamãe, Dudu e Daniel
Meu circo lindo!!!

Tio Juca, Tia Dani & Tia Ninha
Lindo!!!
Com o vô Dudu e a vó Leda
Com minha Titia Nerivan
Chegou a hora de apagar a velinha...
   
Relaxando...
Meus amores!!!
Lindos!!!!
Já virei homem: 01 aninho!!!
                    

            



 Atualizando os acontecimentos do dia-a-dia do meu grande homem de 01 ano:
Graças a Deus sabidão como sempre, sentando cada vez por mais tempo sozinho, 04 dentinhos, rebelde com a água (não quer conta) e por conta disso teve o 2º episódio de infecção urinária dia 20/09, está conversador e mais dengoso do que nunca... Como o tempo em nossa cidade tem aquecido novamente e percebo melhoras em suas contantes gripes, mantive contato com o SARAH e estamos com o retorno para internamento previsto para dia 18/10/2012. Depois conto mais novidades!!!

Banho de Gelatina de Framboesa...

Gente, ontem foi um dia diferente na Fisioterapia de Cesinha, a Tia Talita "inventou" banho de gelatina. Foi muito lindo!!! Cesinha no começo não gostou muito da ideia, choramingou e por vezes pediu socorro à mamãe, mas no final, nem queria mais sair da piscininha...
Essa técnica utilizada serve como estímulo sensorial pro Cesinha. É necessário que ele tenha contato com novas sensações, temperaturas, texturas, enfim, é preciso que ele experimente as mais diversas variações do mundo que o cerca. Seu corpinho respondeu ao gelado. Ele começou chorando muito e com o tempo foi aceitando e conforme podem conferir nas fotos, acostumou-se com o novo e passou a gostar, brincou muito com a gelatina escorrendo entre seus dedos e deu foi trabalho pra largar!!!

Tradução de Estímulo Sensorial: 
Estimulação sensorial ou Integração sensorial refere-se ao processo de organização cerebral para eficientemente processar a recepção de informação sensorial em uma representação coerente do mundo.

Amei Tia Talita a novidade, fico muito feliz com o seu empenho no cuidar de meu bebê!!!
Delícia de fisioterapia...

Tia Kaine linda!!!
Ai que geladinho...

Nem reclamava mais...


U-huuuuuuuuuu
Com o pé na framboesa...


Beijocas pra vc!!!

Brincadeira legal....
Agora fiquei doce, doce, doce...



Eu com Tia Talita, relaxadão...




César Neto: 1º aninho de vida... U-huuuuuuuu




Hoje meu filhote lindo completa 01 ano de vida!!!! Estamos radiantes, felizes demais. Pensei num post especial para comemorar esta data e decidi escrever uma cartinha pro meu bbzinho, mas vou deixar vcs lerem... rsrs





CARTA AO MEU CESINHA:

"Meu querido, quanto tempo passou... 01 aninho é muita benção na vida de um bebezão especial como você. Mamãe sempre vibra a cada dia de tua vida, a cada acordar, a cada espreguiçada gostosa sua ao abrir os olhinhos pela manhã e dar aquele lindo sorriso ainda sonolento. Ter vc entre nós é maravilhoso. Já vivemos tantos "episódios", mas ainda assim, nem me dei conta do passar do tempo... Parece que foi ontem que o peguei nos braços pela primeira vez, que pude amamentá-lo, dar muitos xeirinhos... 
Quando tivemos a notícia de que chegaria um bb especial entre nós, não fazia ideia do quanto mudaria nossas vidas. Eu só temia uma coisa: não saber cuidar de você, não acertar ser sua mãe, medo de errar... Mas Deus é maravilhoso conosco e a cada dia que passa capacita não só a mim, mas toda a família, nos auxilia na melhor maneira de tornar seus dias felizes e o com seu retorno, sua alegria e dengo constantes, só nos anima a estar sempre ao teu lado e te amar mais a cada instante. Hoje sei meu querido amor que não existe uma mamãe mais apta a cuidar de ti senão euzinha!!!! Deus nos proporcionou profissionais extraordinários, que hoje tornaram-se amigos, pessoas maravilhosas que nos auxiliam na sua evolução, em seu desenvolvimento no geral: Tia Talita, Tia Edilma, Tio Luís e uma série de pessoinhas que se sentem felizes em fazer parte de tua vida. Vovó Janete faz todasssssssssssss as vontades... Não posso deixar de falar da Tia Nerivan, uma mãezona que Deus colocou em nosso caminho, seu xodozinho, mamãe nem sente ciúmes porque sei meu pequeno que seu amor por ela e vice-versa é muito lindo, é verdadeiro. Aliás mamãe ainda não conheceu esta pessoa que não se apaixone por ti no seu primeiro contato...
Ter um filho mielo é surpreendente, claro que temos nossos momentos de angústias, alguns aspectos desta condição são preocupantes, mas pelo contato que já tive até o dia de hoje, pelos depoimentos, amigos virtuais, percebo em todas as famílias uma alegria intensa proporcionada pelos seus pequenos mielinhos. Lidar com o diferente nos faz "crescer", evoluir nossa maneira de ser e agir. Hoje vc tem apenas um aninho e com o passar do tempo vais crescer, adquirir entendimento e desejo meu filho de coração que você opte ser um carinha zen e agradecido a Deus por cada benção concedida à tua vida. Já tiveram alguns momentos em que temi perdê-lo, foram momentos breves, pois Deus tem um propósito em tua vida, e apesar de alguns contextos difíceis do teu viver, és um mocinho vitorioso!!!
Hoje, com 01 aninho de vida, está sabidão e tem evoluído positivamente. Sempre atento ao mundo ao seu redor, sentando sozinho cada vez mais por um tempo maior, se alimentando direitinho mas ainda de dieta (gostosura em excesso), estamos obtendo respostas na sensibilidade das suas perninhas exceto do joelho para baixo, que ainda não sentes. O domínio de seu tronco está excelente e facilitará demais sua locomoção. Seu intestino continua prá lá de preguiçoso. Tem ensaiado o engatinhar, mas creio em Deus que em breve será difícil te segurar, pois vais percorrer toda a casa e todo e qualquer lugar que desejares. Não importa meu filho a maneira, como irás fazê-lo, se arrastando ou engatinhando, ou engatinhando de ré... meu desejo é que vc nunca duvide da sua capacidade de fazer o que quiser.
Nossa família é muito abençoada por Deus e ter você e Dudu como filhos e o Binho como marido, é felicidade grandiosa ao meu coração. Sou feliz, amo minha vida, amo minha família e apesar das muitas lutas, por vezes dificuldades, Deus está conosco sempre e não nos desampara. Confiei a tua vida a Ele meu filho e o resultado é essa formosura que tu és, dia após dia, mais lindo e feliz, tão alegre que às vezes me sinto culpada quando por algum motivo fico meio pra baixo, chateada... Tu és minha dose de ânimo diária. Quando saio de casa cedo pela manhã fico contando as horas para regressar, ainda que tarde às vezes, pois estar com minha família revigora minhas forças, minha fé no futuro. A maior lição que compreendi ao te conhecer e cuidar de você meu filho é que não existem problemas sem solução, não existe mal que não possa ser contornado, não existem motivos suficientes para nos fazer desanimar nessa vida se temos um Deus protetor, um Pai que só basta confiar e entregar nossas vidas em Suas mãos que tudo se resolve. Precisei gerar um filho especialíssimo como vc para perceber o quão valioso é acordar a cada manhã e se dar conta do dia maravilhoso, do trabalho, da família, de tudo que temos, de tudo o que Deus nos proporciona diariamente. O fato de você andar ou não já me preocupou muito, mas hoje, só desejo que você tenha uma vida repleta de alegrias e quanto ao andar sozinho, ou fazer uso de órtese ou qualquer outro artifício não te tornará diferente aos meus olhos, a mamãe vai te amar sempre, o Dudu estará sempre ao seu lado e o papai irá ser sempre "babar" quando chamá-lo com seu lindo Pápá.
Iremos comemorar o seu nascimento com o coração transbordando de satisfação, por mais que eu diga o quanto estou feliz neste dia, ainda assim não seria suficiente para externar o tamanhão da minha felicidade. Agradeço a Deus primeiramente pela tua vida, à nossa família todinha que nos auxilia desde seus primeiros movimentos em meu ventre, aos tantos amigos e amigas que não nos desamparam nunca e a cada pessoinha abençoada que cruza o nosso caminho!!!

Parabéns meu filho, amamos você demais!!! Que Deus te conceda muitos aninhos de vida!!!"

,

Bandagem Terapêutica

Olá,

Por indicação de nossa fisioterapeuta, estamos fazendo uso da Bandagem tetapêutica. 
Já tem algumas semanas e o que venho observando é que no caso de Cesinha, está mantendo suas perninhas mais firmes. Com o movimento reduzido, suas pernas apresentam  "flacidez" por conta da hipotonia (pouca força muscular). Não é um método muito conhecido, até então eu nunca tinha ouvido falar, por conta disso resolvi compartilhar.

Traduzindo: A Fita Kinésio ou Kinésio tape é uma técnica oriental que, utilizando fitas adesivas, auxilia o tratamento de lesões traumáticas de nervos e músculos. Esta técnica não utiliza nenhuma substância química nas bandagens, sendo consideradas terapêuticas. As fitas adesivas são feitas em algodão e elásticas. São utilizadas por muitos jogadores de vôlei, tenistas, ciclistas, etc. 
(Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Fita_Kin%C3%A9sio)

A seguir uma publicação que achei interessante a respeito do assunto:


Conheça a bandagem terapêutica, método japonês que recupera lesões

conheça a bandagem terapêutica, método japonês que recupera lesões

Técnica criada no Japão há mais de 25 anos, a bandagem terapêutica, também chamada de Therapy Taping, é cada vez mais usada no Brasil, especialmente em casos de recuperação de lesões musculares e de má formação congênita de membros. Segundo o fisioterapeuta Nelson Morini, da Reactive, o método trabalha a partir do sistema tegumentar, do qual fazem parte a pele e seus anexos, como os pelos. “A pele interfere diretamente nas funções fisiológicas do corpo humano, pois seus sensores se comunicam com os sistemas abaixo dela, como o muscular e o circulatório”, explica ele, que trouxe o tratamento para o país em 1998 e é presidente da Therapy Taping Association.

De acordo com o resultado desejado, mudam a posição, a direção, a tensão e o corte da bandagem. Menos 50% de tensão, por exemplo, serve para estimular a musculatura, enquanto mais 50% de tensão funciona para corrigir alguma coisa. “Um caso em que usamos mais 50% de tensão é o de crianças que nascem com os pés tortos. Já menos 50% de tensão ajuda a diminuir a rigidez de um músculo após um derrame”, diz Nelson.

O fisioterapeuta afirma que a técnica pode ser usada por qualquer faixa etária, desde que se respeite a pele mais frágil de bebês e idosos. “Nesses casos, usa-se a bandagem com pouca ou nenhuma tensão”, ensina ele. Atletas e pessoas com dores musculares também se beneficiam do método. “O tratamento funciona até para feridas que custam a fechar. Colocamos a bandagem ao redor da área atingida, a fim de aumentar a circulação no local e estimular a cicatrização”, garante Nelson.

A bandagem usada pelo profissional é importada da Coréia e é feita em algodão e elastano, com uma cola de acrílico que permite sua fixação. “Um material de boa qualidade é hipoalergênico porque cada fio de elastano é envolvido por um de algodão. Além disso, o tecido é poroso e permite que a pele respire”, conta Nelson. Em média, a bandagem fica aplicada por um período de três a cinco dias, sendo substituída por uma nova. “O número de trocas vai depender do tempo de uso, que varia de acordo com a gravidade da lesão. Pode durar de duas semanas a seis meses”, acrescenta ele.

Uma vez aplicada a bandagem, é recomendável que o paciente aguarde meia hora antes de fazer qualquer atividade que envolva água ou suor. Depois desse período, a cola seca, o material adere à pele e a pessoa fica liberada para levar uma vida normal. “Uma das vantagens do método é não limitar os movimentos. Dá para tomar banho e fazer exercícios como nadar e correr”, assegura Nelson.


César Neto: 11º mês de vida...

Por mais que a gente não se dê conta, nossaaaaaaaa, como o tempo voa.... 

Parece que foi ontem que agendamos o parto do Cesinha e a cada dia que passa vejo meu bbzão todo lindão, fofucho e encantador. Gente o César é carismático demais, tem um dengo que absorve todos a seu redor, uma carinha de quero colo, seu riso então, apaixona qualquer um. Todos os dias agradeço a Deus por nos mandar um tesourinho, um menininho tão lindo e especial para nós.
Na sua bagagem, com seus 11 meses de vida, César já conta com 03 dentinhos, está arrasando na hora do almoço, mastigando muitoooooooooo... Tem estado meio gripado. Desde o dia 14/08 deveríamos estar voltando para o SARAH dando continuidade aos seus exames mas o clima indefinido e o frio que está fazendo nesse agosto, nos impossibilitou de regressar... Tá frio demais por  aqui, sem falar nas constantes mudanças de tempo, ora sol, ora chuva. À noite a temperatura cai vertiginosamente, e pela manhã, tem sido mais frio ainda. Ele está bem, mas apresentando narizinho sempre congestionado, às vezes respiração ruidosa, às vezes coriza, então mantive contato com o hospital diante deste quadro e o combinado foi ligar de volta p/ agendar o internamento quando ele estiver 100%. Na verdade meu desejo era estar lá com o intuito de fazer logo sua urodinâmica, mas fazer o que né?  Deus tá no controle!!! Irei aguardar findar este mês e se tudo der certo, em setembro estaremos de volta.

Lembram-se da poltroninha que eu estava desejando pro Cesinha? Comprei!!!! E está fazendo sucesso. Como eu já havia observado no SARAH este apoio o auxilia e muito na posição sentar, deixa seus bracinhos livres para o movimento que desejar e quando "tomba" pra frente o ajuda a voltar à posição anterior. Tia Talita aprovou nossa aquisição e hoje a utilizamos na fisio e o desempenho dele foi belezinha. Acrescento que suas sessões de fisioterapia tem sido muito proveitosas (deixando de lado o dengo e a preguicinha de Cesinha de vez em quando...). Lá meu pequeno tem sido estimulado a engatinhar, faz a posição de gatinho e já ensaia o engatinhar propriamente dito. Dia desses reclamou quando suas perninhas teve contato com o chão friozinho, meu coração ficou muitíssimo feliz. Sua sensibilidade a cada dia que passa manda um recadinho pra nós... rsrs



Em casa muito amor, muita correria, muita arte dele e de Dudu. Esses dois não vivem um sem o outro, Cesinha ama seu irmão e Dudu idem. Só vendo o fascínio de César com Dudu, qualquer macacada que o Du fizer Cesinha se derrete todo...




Novidade: temos na família uma Enfermeira formada!!! Com a glória e bençãos de Deus, minha irmãzinha linda, Aninha, formou-se enfermeira. Ficamos muito felizes pela sua conquista e eu mais ainda, ter uma enfermeira na família é um luxo!!! Ando até perturbando ela, pedindo pra especializar-se em mielomeningocele, mas o futuro a Deus pertence né??? Sucesso minha irmã, vibramos muito com o seu novo "título"!!!! Espero me formar tbm no próximo semestre, só faltam 03 disciplinas, vou chegar lá!!!




Um grande abraço meus amores!!!!

Feliz Dia dos Pais Papai!!!

Aproveito a oportunidade para falar do papai do César: um papi lindo, maravilhoso e especialíssimo, assim como nossos filhotes. Imagino eu o quanto deve ser difícil para as famílias criarem e educarem seus filhos com pais ausentes... é uma realidade pra lá de frequente em muitos lares e louvo a Deus por me conceder a graça de ter um bom marido e pai extraordinário. Nos esforçamos em dar o melhor a nossas crianças e confesso que sem a tua presença em nossa vida querido Binho, não conseguiríamos ter uma família tão centrada como a que temos hoje. Somos abençoados com filhos lindos, familiares queridos e um lar que vive clamando pela presença do Senhor Deus dia após dia. Nosso Dia dos Pais foi de muito descanso, assistir tv deitadinho, almocinho gostosão, muita folia com os meninos com direito a futebol e tudo na pracinha e encerramos nosso dia com um culto pra lá de abençoado!!! Obrigada meu Deus por todas as bençãos derramadas sobre nós!!!! E papai Binho um feliz Dia dos Pais!!!

, , ,

Internação no SARAH...

Brincando com a mamãe no tapete...
Estivemos internados no SARAH para a realização de exames no período de 24/07 a 31/07. Foram dias ótimos. Apesar das tensões, a preocupação em deixar meu Dudu e o papai sozinhos em casa, a ausência do trabalho, ainda assim foram momentos em que minhas atenções puderam se concentrar no César, seus cuidados, suas rotinas. Me senti tipo de licença maternidade de novo, foi muito bom poder dedicar as 24 horas do meu dia ao César. Nem preciso falar que o dengo dele multiplicou e muito... rsrs 
Em diversas vezes já mencionei aqui no blog e fora dele também, que o SARAH é um excelente hospital. Esses dias internados tinham o objetivo de realização de exames acerca do funcionamento da bexiga e intestino, avaliar esses órgãos e nos capacitar na melhor "tática" para a preservação dos mesmos. Quando você pensa em internamento vem logo à mente imagem de hospital, aquele cheirinho característico, pessoas doentes... mas não vi nada disso por lá. Pra começar é um hospital que nem tem cara de hospital: amplo, atenção redobrada aos pacientes, muito cuidado com cada um deles, atende desde crianças, adultos e idosos, muito zelo com a higiene, e ninguém doente. Inclusive a previsão inicial de nosso internamento era de 03 a 04 semanas mas como Cesinha gripou com as constantes mudanças de tempo, sol-chuva chuva-sol, tivemos alta dia 31/07 com previsão de retorno dia 14/08 (período para recuperar-se de sua gripe).
Óia que dedinho mais gostoso...

Achei interessante que todo paciente lá tem uma agenda, assim que fomos admitidos recebi a de César. Além de momentos reservados aos exames, tinham diversos outros: encontro de famílias, grupo de bebês, ginásio, tinham eventos lúdicos como contar historinhas e artes, piscina de bolas, atendimento individual com enfermeira, psicóloga, fisioterapeuta, pediatra... Nossa, fomos muito bem tratados, não existiam rotinas, cada dia era cheinho de atividades e ocupações. Até tivemos a oportunidade de conhecer todo o hospital, enorrrrrrrrrme, coisa de "cinema"...rsrs
Fomos atendidos por uma equipe médica extraordinária, composta pela Drª Juliana, Drª Sílvia, Drª Angela, Enfª Jeane, Enfª Patrícia etc. Aprendi muito acerca da mielo, fiz muitas perguntas e só vendo a prestatividade, o interesse delas em me fazer compreender tudo minuciosamente. Resumindo, o Método SARAH define 04 vertentes como prioridades no atendimento a pacientes com mielomeningocele: a questão da hidrocefalia; a parte motora; a bexiga e o intestino. A hidrocefalia normalmente é tratada nos primeiros meses de vida, e meu bb já está ok em relação a isso. A prioridade agora é sua bexiga, pois a questão motora e o intestino com o tempo se estabilizam. Por que a bexiga? Por conta do risco do comprometimento renal. Como já falado anteriormente é de extrema importância avaliar o funcionamento das vias urinárias. A mielo não traz danos aos rins, a bexiga que não funciona corretamente sim, pois pode ocorrer do excesso de urina retornar ao rim, local de sua produção, por conta de falhas em sua eliminação. Fizemos exames de sangue, urina, ultrasson das vias urinárias. A urodinâmica, o exame detalhado da bexiga, faremos no retorno ao hospital. Tirei minhas dúvidas sobre luxação no quadril e desvios na coluna, são situações que acontecem com freqüência em pacientes c/ mielo e desejava saber como está a situação de Cesinha em relação a esses aspectos. Uma luxação é o deslocamento repentino e duradouro, parcial ou completo de um ou mais ossos de uma articulação. Ocorre muitas vezes por conta da fragilidade da musculatura em pacientes com falta de mobilidade em seus membros inferiores. No caso de Cesinha até o momento está tudo em seu devido lugar, mas seu quadril é passível de luxação. Em relação a desvios na coluna, meu bb não apresenta sinais, pois sua postura está correta. 
Lindo de mamãe!!!
Tratando do seu intestino neurogênico, continuamos com atenção redobrada no consumo de alimentos laxantes e estamos fazendo uso de um supositório líquido que amei: o Minilax. A resposta do organismo de César foi bem melhor que com o uso do glicerinado. Estou enfrentando um problema seríssimo: a ingestão de água. César não gosta... Percebo melhora na evacuação, o minilax tem nos ajudado, mas com muita freqüência acontece da caquinha sair em forma de bolinhas (sinal de ressecamento). Ele bebe pouca água e estamos insistindo muito na ingestão de mais líquidos, até aceita sucos, mas quando percebe que é água, faz bicão e às vezes não quer conta... Ainda irei convencê-lo de que água é uma das delícias da vida!!!
Fiquei um pouco chateada quando tivemos alta antes do previsto, mas depois relaxei... São normas do hospital e não seria prudente manter uma criança dodói, sujeitando as demais ao risco de contágio. Mas Deus sempre está na direção de nossos passos e se tudo der certo, dia 14/08 voltaremos. Acho que queria logo é ver todos os exames já prontos, anseio pelas respostas, pela avaliação médica do meu bbzão, mas aguardaremos mais um tempo. Em contrapartida, como é bom estar de volta ao lar!!! Quantas saudades de meus amores, de minha família. Foi maravilhoso estar à frente dos cuidados do César em seu dia-a-dia, mas foi melhor ainda estar com Dudu e Binho, com os familiares reunidos. Retornamos em paz pra casa, de volta ao trabalho, retorno às rotinas de sempre (que adoro!!!).

Espero em breve estar relatando a 2ª etapa de nosso internamento no SARAH. Um grande abraço ;)  


P.S.: Conheci a poltroninha abaixo no SARAH e é maravilhosa. Serve de apoio e tem forma de 1/2 lua e lhe deu muita estabilidade. Ele ficou sentadinho, com as mãos livres e se sentiu muito à vontade em mover-se, em pegar os objetos, só vendo como ajudou na postura sentada. Estou tentando comprar uma, navegando na net encontrei em SP e PR, mas em breve Cesinha terá uma também, recomendo!!!

, , ,

Infecção Urinária em bebês


Infecção urinária (0 a 1 ano)

Escrito para o BabyCenter Brasil

Bebês podem ter infecção urinária? 

Sim. O nome mais específico é infecção no trato urinário, sistema composto pelos seguintes órgãos: 
- os rins, que fabricam a urina 
- os ureteres, que levam a urina dos rins até a bexiga 
- a bexiga, que armazena a urina enquanto ela não é eliminada 
- a uretra, que leva a urina da bexiga até o orifício por onde o xixi sai 
Em condições normais, a urina segue esse caminho sem problemas, mas, quando se contamina por bactérias -- que costumam vir da pele em torno dos órgãos genitais, do ânus ou pelo sangue --, pode provocar inflamação e infecção em qualquer ponto do percurso. Cerca de 8 por cento das meninas e 2 por cento dos meninos sofrem pelo menos uma infecção no trato urinário ao longo da infância. 
Procure o médico se desconfiar que há algo errado. As infecções urinárias são fáceis de tratar, mas se não forem debeladas podem causar danos permanentes aos rins, e até mesmo insuficiência renal. De acordo com especialistas, em crianças de até 2 anos a probabilidade de sofrer sequelas graves é maior que em crianças mais velhas, por isso é importante diagnosticar o problema o quanto antes. 

Como vou saber se meu filho está com a infecção? 

Muitas vezes, uma febre inexplicável é o único sinal da infecção. Cerca de 5 por cento das crianças até 3 anos com febre e sem nenhum outro sintoma estão com infecção no trato urinário. Como os sintomas são escassos e pouco específicos, muitos bebês acabam nem sendo diagnosticados. 
Em alguns casos, as crianças podem apresentar outros sintomas -- acompanhados ou não de febre --, como: 
• Choro ou reclamação na hora de fazer xixi (um jeito de saber se a criança está fazendo xixi naquele exato momento é colocando a mão sobre a fralda. Dá para sentir o quente da urina enchendo a fralda); • Urina com cheiro ruim; • Urina opaca, turva ou com sangue; • Irritabilidade persistente, sem explicação; • Vômitos; • Falta de apetite; • Emagrecimento ou dificuldade para ganhar peso 

Como a doença é diagnosticada? 

O médico vai fazer perguntas sobre os sintomas que você está percebendo, e vai examinar o bebê. Talvez pergunte se há casos de infecções urinárias frequentes na família, já que o problema pode ser hereditário. Caso o pediatra desconfie de uma infecção no trato urinário, vai pedir um exame de urina, para tentar detectar a presença de bactérias. O resultado é rápido para saber se se trata ou não de infecção: a presença de um número elevado de glóbulos brancos, em geral, é um forte indício de infecção urinária causada por bactérias, e essa resposta sai no mesmo dia. Depois disso, a mesma amostra de urina normalmente é mantida no laboratório para o exame de urocultura, que tenta identificar exatamente a bactéria responsável pela infecção, e para o antibiograma, que testa a eficácia de diferentes antibióticos contra a bactéria identificada. 

Como vou conseguir fazer exame de urina em um bebê? 

É bem difícil colher uma amostra estéril de urina de um bebê, que não esteja contaminada pelas bactérias presentes na pele, no bumbum e no cocô. O método mais comum de fazer o exame é grudar uma espécie de saco plástico, com adesivos e um buraco, em torno da vagina ou do pênis do bebê, depois de uma boa limpeza da área. Nem sempre a estratégia funciona da primeira vez. Siga as orientações do hospital ou do laboratório. Provavelmente a coleta terá de ser feita no próprio hospital ou laboratório, e não em casa, e você vai ter de ficar esperando o xixi aparecer -- reserve um bom tempo para a "operação exame". Procure oferecer líquidos para a criança antes da coleta para tentar diminuir o tempo de espera pelo xixi. Em casos especiais, é necessário obter a amostra com um cateter -- um caninho flexível colocado na uretra do bebê para retirar a urina diretamente da bexiga. Apesar de desconfortável (o bebê provavelmente vai chorar), o exame é seguro e rápido: leva menos de um minuto. 

Além do exame de urina, há outros? 

Pode ser que o médico peça outros exames. Existem algumas alterações no trato urinário que podem facilitar a ocorrência de infecções urinárias, e um deles é o refluxo vésico-ureteral, situação em que a urina da bexiga volta para os rins. Os exames extras servem para verificar se há algum problema desse tipo. Entre 30 e 40 por cento dos bebês que apresentam infecção urinária têm o refluxo. Entre os exames que podem ser pedidos estão o ultra-som e uma série de radiografias para detectar o refluxo. 

Qual é o tratamento? 

O tratamento da infecção é feito com antibióticos, na maioria das vezes por boca, por até duas semanas. O ideal é que o antibiótico seja escolhido com base no resultado da cultura de urina e do antibiograma, mas às vezes os médicos já receitam um antibiótico chamado de "amplo espectro" antes mesmo de saber o resultado, para que o efeito seja mais rápido, e depois de identificada a bactéria ajustam a medicação. Ainda que a criança pareça ter melhorado depois de alguns dias, é importante dar o remédio até o último dia, conforme a receita do médico, para que a infecção não volte ainda mais forte. Se a criança estiver debilitada, pode precisar ser internada para receber o remédio pela veia. Quando a infecção acontece em bebês de menos de 1 mês, a hospitalização é praxe. 

E se meu filho tiver um problema mais sério? 

Caso o bebê esteja com uma obstrução no trato urinário, pode ser necessária uma cirurgia. Em alguns casos, a operação também é realizada para corrigir o refluxo vésico-ureteral, embora na grande maioria deles o problema vá embora sozinho até a criança ter 6 anos. Quando é diagnosticado o refluxo, às vezes os médicos receitam antibióticos em doses pequenas para ser usados a longo prazo, para evitar infecções frequentes e eventuais sequelas nos rins. 

Há algo que eu possa fazer para evitar as infecções? 

Certas crianças têm mesmo uma tendência a sofrer de infecções no trato urinário, mas há algumas medidas que você pode tomar para reduzir o risco: 
• Dê muito líquido ao seu filho. Além de manter o trato urinário em constante atividade, os líquidos ajudam a evitar a prisão de ventre, que pode colaborar para que haja infecções; • Também para evitar a prisão de ventre, ofereça bastante fibra ao bebê, como frutas, verduras e grãos integrais, quando ele já estiver comendo outros alimentos além do leite; • Se você está amamentando, mantenha o aleitamento até o bebê ter no mínimo 7 meses. Estudos já mostraram que o leite materno até essa fase protege contra infecções urinárias, e a proteção se mantém até a criança ter mais de 2 anos, mesmo que não mame mais no peito; • No caso de meninas, não use muito sabonete na água do banho, para não irritar a região vaginal. E sempre limpe a área da frente para trás, quando estiver trocando a fralda, para não levar bactérias do bumbum para a vagina. 

,

César Neto: 10° mês de vida...

Cesinha está cada vez mais lindo!!! Completando 10 meses está pra lá de sapeca e meu bb não é mais banguela, tem 02 dentinhos lindos crescendo, está uma graça na versão com dentes... rsrs


Os novos dentinhos já aparecendo nas fotos...
Esse mês de sua vida foi repleto de eventualidades. Além dos dentes que chegaram, foi um período de desconfortos em sua saúde. Gripou, teve sua 1ª infecção urinária e pra completar uma alergia, que foi constatado roséola.  Em relação à gripe com a mudança de tempo constante em nossa cidade, inevitavelmente o clima afeta ele. A infecção foi observada com sinais de febre sem muita explicação, como de praxe aguardamos 48hs e com a insistência do mal estar o levamos à emergência e o exame da urina acusou bactérias. Fiquei meio assim com o diagnóstico... mesmo sabendo da freqüência que sua condição vem a favorecer, me preocupou muito a questão da preservação do seu sistema urinário. O Sarah ainda não definiu a data do internamento e tenho orado pra chegar logo, pois preciso saber como está a eliminação da urina de César, desejo que ele faça logo a urodinâmica da bexiga, como estão os rins... ai ai... quero esclarecer tantas coisas...
Infecção não deixa de ser um sinal negativo e não gostei de ter acontecido... temos tanto cuidado com ele... Meu pequeno está terminando de tomar o antibiótico e não tem mais sinais de febre. A roséola se apresentou uns 02 dias depois que a febre cessou. Procurei me informar e esse é o significado de tal doença:  "A roséola é uma daquelas doenças inofensivas da infância mas que deixam os pais malucos de preocupação. Ela começa com uma febre bem alta, sem explicação, e atinge principalmente crianças entre 6 meses e 6 anos, predominando nas menores de 2 anos. A roséola é causada por um vírus, o vírus do herpes humano tipo 6 (HVH-6) e 7 (HVH-7), e é transmitida pela saliva (pense em todos aqueles brinquedos que são mordidos por todas as crianças da escolinha). É difícil identificar onde ocorreu o contágio, porque a roséola é transmitida quando a erupção de pele ainda não apareceu (e portanto ela ainda não foi diagnosticada), e o período de incubação vai de 5 a 15 dias."

Cesinha rosinha de roséola...
Nem precisa dizer que ficamos malucos com essa novidade "cor de rosa"... Cesinha começou a ficar todo "empolado", rosa dos pés à cabeça, parecia um mapa rosa desenhado em seu corpinho. Veio acompanhado de indisposição, meu bb nem queria brincar e conversar com a gente, diarréia e coceira nos olhinhos. Nossa amiga Yanna nos fez pensar a respeito da alergia ao látex, característico de mielos. A pediatra chegou ao diagnóstico de roséola, de fato os sintomas se encaixam, mas fico me questionando se não foi alergia a látex mesmo... Na nossa próxima consulta no Sarah me informarei sobre como identificar essa alergia.  

Tô de bem com a vida, tô de vento em popa,...
No mais nosso príncipe cresce feliz e tornando igualmente feliz os que o rodeiam. Se desenvolve cada dia mais, se distrai com a tv e gosta muito dos desenhos da "Dora aventureira", continua pra lá de dengoso e vem respondendo positivamente às sessões de fisioterapia. Fico me perguntando se um dia meu pequenino irá andar, em meus diálogos com Deus fico tentada a obter a resposta logo, mas entrego ao futuro e aos Seus desígnios essa conclusão. Dr. Luís nos disse que César é de uma geração de muitos estudos e busca de soluções às questões relativas à locomoção. Não sei como será o dia de amanhã, mas creio em Deus que o melhor se processará em nossas vidas.

Um grande abraço ;) 


Tia Tamara, excelente profissional, cuidou de nós nos primeiros dias de vida de César




Meu 1º São João...



Para comemorar os festejos, meu garotão foi convidado para o forró da FISIOFAN, que diga-se de passagem, "bombou"!!! rsrs


Cesinha se sentiu muito à vontade com os trajes e a animação do pessoal, ele só detestou os fogos à noite... (o incomodou muito mesmo o estouro das bombas).

A mamãe não esteve neste evento porque estava com Dudu na festinha da sua escolinha, aconteceu simultaneamente e mamãe e papai fizeram sorteio dos filhos, quem ia pra onde... rsrs

    Irei compartilhar com nossos seguidores os "melhores momentos":


Tia Talita linda!!!
    
Tia Geisa linda!!!              




Tio Sérgio amei seu óculos!!!

Meu tio lindo!!

As tias não me resistem... rsrs
Minhas tias e tios da fisio...



             
Tio Sérgio, papai e eu...
Cesinha e sua turma!!!








  





Pessoal da Fisiofan, amamos cada um de vocês. É com muita satisfação que confio a reabilitação do meu pequeno César. Creio em Deus que com amor e dedicação, meu filho ficará bem e agradeço cada "malhação", cada gesto de carinho dispensado ao meu bebezão!!!

Um abraço ;)

Tecnologia do Blogger.

Curte a gente!

Seguidores

Total de visualizações de página